28 de mar de 2012

Especialistas afirmam: gastronomia potiguar pode (e deve) atrair turistas

“A gastronomia potiguar como diferencial de marketing” foi um dos bom painéis do 3º Fórum de Turismo do RN, que teve nesta terça-feira seu primeiro dia.

A mediadora foi Cacau Wanderley, diretora-adjunta do curso de Gastronomia da UnP.

Os debatedores foram Alexandre Capistrano, (diretor da Abrasel), Luís Benício (diretor da revista Deguste), Giovani Rodrigues (Paçoca de Pilão), Fernando Bezerril (Marina Camarões) e Paulo César Galindo (Fogo & Chama).

De acordo com Benício, a gastronomia faz parte do patrimônio cultural de um povo. “O turismo gastronômico é muito forte na Europa. Os visitantes não medem esforços para ir a restaurantes, mesmo até que a cidade não tenha maiores atrações. Em Natal tem que haver mais investimentos, pois após os passeios o turista quer mesmo é ir a um bom restaurante para provar a culinária local”, comentou.

O empresário Fernando Bezerril assegurou que uma pesquisa já constatou que o turista não vê Natal apenas como a Cidade de Sol, mas também como a “terra do camarão”.

Já o empresário Paulo César Galindo afirmou que a gastronomia pode ser usada como ponto principal de uma campanha de marketing. “Nós vemos as folheterias dos outros estados brasileiros valorizando a sua gastronomia e é preciso renovar o produto do marketing. Já faz 30 anos que Natal é vendida da mesma forma. É preciso mudar”, alega.

Fonte: Blog e-Turismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.